Dudu busto

Vereador DUDU

Cidadania e Participação Polular

Dudu defende permanência de famílias em assentamento Vale do Poty  

Data de publicação: 29 de Janeiro de 2020

Tamanho da fonte  

O vereador Dudu (PT) esteve reunido em audiência com representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Procuradoria do Estado do Piauí e os permissionários do Vale do Poty, para discutir a permanência de famílias no assentamento localizado no bairro Buenos Aires, zona Norte de Teresina.

As famílias vivem em um terreno que pertencente a Embrapa no qual a mesma afirma ser uma Área de Preservação Permanente (APP). A cada cinco anos a empresa assina um comodato com o Governo do Estado do Piauí para a manutenção do local. Agora, a Embrapa exige que para a renovação do documento, seja antes realizada a retirada de aos menos três residências do local.

Dudu defende a permanência das famílias sem que haja a demolição da sede da entidade e sem a retirada de três edificações onde moram famílias há mais de 35 anos. “ Durante a reunião, ficou claro que a Embrapa está radicalizando na renovação desse comodato com o Estado, que deve ocorrer até o dia 12 de fevereiro. Entendemos que não pode ser feito nada sem antes se pensar nas consequências que isso terá para as famílias. Estamos falando da vida de pessoas, sentimentos e de famílias que sobrevivem da agricultura familiar e geram renda para a nossa cidade. Vamos continuar dialogando em busca de uma melhor solução para a situação e esperamos que a Embrapa se sensibilize e seja encontrada uma saída harmoniosa para todos os lados”, afirmou vereador Dudu.

O Chefe Adjunto em Administração da Embrapa Meio Norte, Oscar Lustosa, explica que o contrato de comodato com o Governo do Estado existe há mais de 30 anos. “Como desde 2015 temos o cadastro ambiental rural a gente precisa recuperar as áreas de preservação permanente da Embrapa. Por isso, estamos discutindo com a comunidade a melhor maneira de realocar essas edificações que existem no local para que assim possamos iniciar esse processo de recuperação da área de preservação permanente”, disse Oscar Lustosa. 

“A Associação vem dialogando com as autoridades e as famílias para que o comodato seja renovado sem a retirada das mesmas na localidade. Vamos continuar empenhados, pois é direito das famílias permanecerem no local ”, pontuou Clemilton Lira, presidente da Associação Vale do Poty.

 



Mais notícias

Todo o conteúdo deste Blog está licenciado sob a CC-Attribution 3.0 Brazil, exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes.